TELEVENDAS:
WHATSAPP
(31)
3612-2067
9 9819-5913
Meu Carrinho

O Povo do Abismo

Expressão Popular
108203
0 avaliações

O Povo do Abismo

Expressão Popular
108203
0 avaliações

Gostaria de receber notificação quando este produto estiver disponível?

Calcular frete e prazo
Entrega Frete Prazo
Digite um CEP e clique no botão OK.

Jack London (1876-1916), pseudônimo de John Griffi th Chaney, aportou na Inglaterra em 1902 inicialmente para cobrir a Revolução dos bôeres. Com o compromisso cancelado, London fica três meses na zona mais pauperizada da capital do país, o East End, passando-se por um marinheiro desempregado, o que o permitiu realizar diversos registros fotográficos da situação da população explorada e comparti lhar a vida com os “vagabundos”, inválidos e marginalizados no coração do capitalismo industrial. As memórias e registros do período se convertem em O povo do abismo.

A situação da classe trabalhadora na Inglaterra, de Engels, saíra em 1845, em alemão, e obteve publicação em inglês apenas em 1885. Passados mais de 50 anos do mapeamento de Engels, London apenas pôde confirmar o abismo que segregava os trabalhadores londrinos de seus concidadãos empregadores: “A alta mortalidade entre as pessoas que vivem no gueto também tem um papel terrível. A expectativa de vida dos moradores do West End é de 55 anos. A do East End, 30 anos. Isso quer dizer que uma pessoa no West End tem chance de viver o dobro do tempo do que vive uma pessoa no East End.” (p. 317)

Como aponta Maria Sílvia Betti, professora que assina a cuidadosa introdução a esta edição, “ao contrário do que ocorreu com tantos outros escritores, a opção de Jack London pelo socialismo não proveio dos contatos literários ou intelectuais, e sim de sua vivência da condição proletária, da fome e da falta de perspectivas de subsistência. Foi isto que lhe deu elementos para encontrar no socialismo um importante instrumento de análise e de crítica das condições vividas e documentadas em seus escritos” (p. 11).

Com mais de um século de distância da primeira publicação, os registros e interpretações de O povo do abismo infelizmente ainda nos soam familiares; sua leitura atual, no entanto, nos possibilita comprovar mais do que nunca o caráter decrépito, insustentável e desumano de um sistema que não se remenda, e apenas merece e precisa ruir.

Autor:
Jack London

Número de páginas:
400

ISBN:
9786558910022

Editora:
Expressão Popular

JACK LONDON, UM HOMEM DE SEU TEMPO – Maria Sílvia Betti 9

CRONOLOGIA 71

PREFÁCIO 77

CAPÍTULO 1 – A DESCIDA 81

CAPÍTULO 2 – JOHNNY UPRIGHT 93

CAPÍTULO 3 – MINHAS ACOMODAÇÕES E ALGUMAS OUTRAS 101

CAPÍTULO 4 – O HOMEM E O ABISMO 107

CAPÍTULO 5 – OS QUE ESTÃO À MARGEM 119

CAPÍTULO 6 – UM RELANCE DO INFERNO NA FRYING-PAN ALLEY 129

CAPÍTULO 7 – UM GANHADOR DA CRUZ VITÓRIA 139

CAPÍTULO 8 – O CARROCEIRO E O CARPINTEIRO 149

CAPÍTULO 9 – O ALBERGUE NOTURNO 165

CAPÍTULO 10 – CARREGANDO A BANDEIRA 183

CAPÍTULO 11 – A SOPA DOS POBRES 191

CAPÍTULO 12 – O DIA DA COROAÇÃO 205

CAPÍTULO 13 – DAN CULLEN, O ESTIVADOR 223

CAPÍTULO 14 – A COLHEITA E OS COLHEDORES 231

CAPÍTULO 15 – A NINFA DO MAR 243

CAPÍTULO 16 – PROPRIEDADE VERSUS PESSOA 251

CAPÍTULO 17 – INEFICIÊNCIA 259

CAPÍTULO 18 – SALÁRIOS 269

CAPÍTULO 19 – O GUETO 279

CAPÍTULO 20 – CAFÉS E PENSÕES BARATAS 297

CAPÍTULO 21 – A PRECARIEDADE DA VIDA 311

CAPÍTULO 22 – SUICÍDIO 325

CAPÍTULO 23 – AS CRIANÇAS 337

CAPÍTULO 24 – UMA VISÃO DA NOITE 347

CAPÍTULO 25 – O CLAMOR DA FOME 353

CAPÍTULO 26 – BEBIDA, TEMPERANÇA E PARCIMÔNIA 365

CAPÍTULO 27 – A ADMINISTRAÇÃO 375

POSFÁCIO – JACK LONDON EM LÍNGUA PORTUGUESA 385

LISTA CRONOLÓGICA DOS TRABALHOS DE JACK LONDON 397

Até o momento não há avaliações para esse produto.

Para sua maior segurança, atualizamos a Política de Privacidade da loja. Ao continuar navegando, entendemos que você está ciente e de acordo com elas.

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba novidades e promoções.
Livraria UFV
-
livraria@ufv.br Avenida Peter Henry Rolfs, s/n, Caixa postal 334, Centro | 36570-900-Viçosa-MG | CNPJ: 02.414.568/0003-46